7.10.10

porque a Escrevente vive dualidade interna

CORPO E ALMA

o corpo diz que não a conhece
a alma o renega até o fim

cruzam-se em momentos únicos
como quando ele arde febril

ela - a cada vez - surpreende-se:
então Aquilo a representa?

ele,  perplexo, vocifera:
então por que ele esteve sempre sozinho?

separam-se, ao final, silenciosos:
atropelados pela vida







4 comentários:

Cria disse...

Muito bom, como sempre demonstrando muita criatividade ! Um beijo.

Curiosa disse...

Grata, querida ....

@lexis disse...

E quantas vezes o Corpo ama sem a Alma o sentir
E quantas vezes a Alma ama sem o Corpo o desejar?

Gostei muito deste.
bjo

Curiosa disse...

Verdades, Alexis ...
grata!
bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...