9.4.11

ainda sobre a tragédia na escola do RJ

 atos como o desse homem
 provocam uma onda de pensamentos
positivos de comoção e solidariedade em relação
a  dor das pessoas atingidas por essa barbárie.

Façamos esforço para não entrar em uma outra onda,
esta negativa, que é a de ódio ao rapaz que disparou.

Somos seres humanos fracos e falhos.
eu não me garanto frente ao meu próximo ato.

Sou complexidade; e passei a aceitar que metade de
minha vida me foge ao controle. depende do outro.

Se você guarda ódio ao rapaz, lembre-se que você
produziu sozinho este ódio e que pode escolher quais sentimentos
guardar com você. liberte-se do ódio. transforme-o em Amor.

7 comentários:

submissa flor de cristal{LB} disse...

Até pq é a sociedade que forma estes meninos "malvados". E digo sem medo de errar, enquanto houver preconceito muitos Wellingtos vão nos perseguir em cada esquina. É preciso que a sociedade como todo respeite os diferentes, os ditos "feios e esquisitos" está é a verdade. Enquanto não aprendermos a respeitar o próximo é isso que vamos construir, meninos infelizes, tristes e sofridos, amargurados dentro do seu mundinho solitário.
O Wellington é fruta desta maldita discriminação e que no seu momento de desespero cometeu esta barbárie.

Sinto pelas famílias enlutadas pq conviver com esta saudade não vai ser nada fácil...

R.I.P. :(

flor de cristal{LB} .

Solyni disse...

Um presente lhe espera no meu blog, querida Curiosa!
beijoss

Van disse...

...E que sentimentos movem o mundo, geram ações, impregnam tudo de energia, qual energia queremos ao nosso redor? A do rancor e punição que faz gatilhos se moverem? Ou a da potencialidade do renascimento a partir da morte como a semente possui?

flaviopettinichiarte disse...

a pesar da dor e da incomprensão ainda fazemos poesia!!
parabens..tem algo no meu blog que fala de ti!! bjs!!

EU SOU NEGUINHA disse...

Acho que precisamos é não vibrar em energia de rancor,amargura,ódio.
Temos que sair desta frequencia e vibrar em paz,em amor,sou daquelas que acredita em mudanças...
E que a mudança aconteça e que comece comigo.
Beijos em ti

Carmen Troncoso disse...

Tristezas del infinito, hasta que aprendamos a amarnos, arduo trabajo es el que nos espera,

coisasdelouco disse...

E eu xereta acabo aqui no blog de Curiosa... Que conviniente...

Conviniente também o texto tão bem colocado...

Há muito o que se lamentar na tragédia ocorrida... Mas há tanto por trás dela...

Quanto de nós ajudamos a puxar aquele gatilho? Que sociedade estamos construindo?

Em algum lugar de mim, algo me diz que também eu tive alguma culpa...

E me envergonho tanto por isso... Me envergonho pelo brutal assassinato de crianças indefesas, pela dor dos pais... E pela insanidade que levou a tal bestialidade...

O que posso fazer? O que vocês aqui estão fazendo: não me omitir, não deixar de me indignar e alertar cada um que conheço sobre como entender a vida como uma rede em que cada um é um elo que só funcionará com mãos dadas... Com amizade! O mais sublime dos amores...

beijocas-fãs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...