27.5.11

limeriques eróticos



Limerick - ou Limerique -  é um pequeno 
e curioso poema, que se usa de humor,
ironia , graça ou absurdo em sua construção,
falando impudicamente das partes pudentas,
como bem disse Luiz Roberto Guedes, aqui.
(foi ele quem traduziu os poemetos abaixo)


Certa moça de Moçambique
Não trepava: tinha chilique.
Até que um negrão
C'um pau de garanhão,
Curou de vez seu tremelique.


***


Um chinês chamado Chang Cheng Ching
Tinha um pinguelo bem chinfrim.
Ao ver o pinto pronto,
As putas dão desconto:
"Você paga meia, pingolim".


***

Chiquinha já sabe o desfecho
De beber e perder o eixo.
Acorda pelada,
A racha melada,
Com porra pingando do queixo.


***

Um romano chamado Brutus
Fodia uma puta, abruptus.
Mas antes do jato,
Sofreu um infarto.
Morreu num coitus interruptus.


***

Sempre virgem: Aparecida
Jurou ser casta toda a vida.
Mas quando o capeta
Lhe assanha a buceta,
C'uma vela está bem servida.

5 comentários:

Ivan disse...

A do coitus interruptus é a melhor!!! rs

mencanta disse...

chupar a buceta,
lamer el coño.
Comerse el culo,
sucção da mama...
e todos vocês que se deliciam

» ana almeiida disse...

esta lindo vou seguir-te beijinhos :b

Leila Andrade disse...

muito bom, gostei, vou visitar o blog dele. =D

Marina disse...

Erotismo... que palavras deliciosas !
Sexo com amor, admiração e uma ótima sincronia faz bem a alma também.
Adorei !
bjos
Marina

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...