20.11.11

porque a Escrevente nem sempre sente o que escreve

EscreXISTINDO

quando
não consegue mais se reinventar
esquecida de si

a Poeta escreve

quando
lhe sangra os olhos
e lhe seca o corpo
de dor ou de amor

a Poeta escreve

quando esquece
porque rompeu ou porque amava
ou porque sorria ou porque existia

a Poeta escreve

e escreve e escreve e escreve
em busca do não-dito
que lhe nomeie as lembranças
e lhe traga o escressentido

(Curiosa)

..

16 comentários:

O Profeta disse...

Uma cama amarrotada pela passagem do amor
Lençóis que aprisionam o calor
Suspiros espalhados pelo chão
Uma imagem santificada sustenta o louvor

Uma pecadora ungida pela chuva
A sorte e a morte em bravata eterna
As ave marias que uma boca vomita
Para no céu ser, clemente a sua pena

Já não há xailes negros na ilha
Já ninguém liga a agoiros
O mar continua açoitar a costa
Deixando despojos, tesouros

Bom domingo

Terno beijo

Sharky JP disse...

Muito bom ;)

Sotnas disse...

Olá Curiosa, que tudo esteja bem contigo!

Com certeza, pois nem sempre seguimos em linha reta, ou mesmo corremos riscos a todo instante para ver o que acontece, pois é por isso que existe momentos. Somos assim, vivemos de acordo com o que o momento nos proporciona de melhor e prazeroso, cada momento com toda a intensidade, cada momento!

E como sempre teus escritos trazendo a tona reflexões, e sempre expressando teus pensamentos e belas palavras nestes tão bem construídos versos!
E eu sempre agradecido por tuas visitas e comentários, além da tua amizade venho por cá deixar meu desejo que você e todos ao teu redor tenham um intenso e feliz viver, grande abraço e até mais!

Jorge disse...

E escreva, escreva e escreva. A liberta, comunica, a faz sentir viva!
Parabéns pela sua poesia. Direta e verdadeira.

Bjs.

Dija Darkdija disse...

E aí os poetas acham que existem...mas nessas horas acabam se matando. Só restam poemas.

SinneR disse...

muito bom;)

bj doce

Ana Paula disse...

estou adorando o blog... vou acompanhá-lo diariamente... bjs e parabéns !

May...* disse...

Escreva, escreva y escreva...
no hay nada mejor, lo cura todo!
beijos!

Curiosa disse...

May, cura mesmo ... beijo querida ...

Curiosa disse...

Ana,
agradecida ... ele não é atualizado diariamente, senão quando eu encontro tempo ... bijinhjo, querida ...

Curiosa disse...

Sinner,
beijo doce ...

Curiosa disse...

Dija,
verdade ... o poema existe por si só ... sempre ...

Curiosa disse...

Jorge,
agradecida, querido ...

Curiosa disse...

Sotnas, querido ...
agradecida fico eu, muito, à você, querido ... pela presença constante ... é o que me basta ... abraço!

Curiosa disse...

Sharky,
grata ...

Curiosa disse...

Profeta,
bonito ...
agradecida ... grata querido ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...