9.2.12

porque quando a Escrevente cala a voz, as palavras chegam

INSÔNIA

passo o silêncio da noite a ouvir
as palavras do dia

de hoje
de ontem
de antes de ontem
da vida toda

ressoam-me na mente

cada uma delas
em sua jactância
busca seu espaço
gritando
seu significado
sua importância
.
então
me vem o des-co(m)-nexo
me seduz o (in)ex-ato
me reflete o enigmático
.
e assim
no tempo de uma noite não dormida
as palavras de minha existência
me desvendam os mistérios
da vida vivida


(Curiosa)

10 comentários:

wcastanheira disse...

Noooossa q poema curioso, li, reli e trili e...Acho q entendi, fquei contente em ter vindo aqui, vc sempre me faz pensar e repensar palavras e atos e isso é muito bom, pra vc bjos, bjos e bjosssssssssssss

Jorge disse...

Gosto da sua escrita. Há tempos que não passava por aqui...mas hoje aproveitei para ler muitos dos seus textos. Adoro-os. Mas não entendo porque seu blog é considerado "conteúdo para adultos"!!!

Enigmático Byjotan disse...

Interessante e intrigante blog, uma linguagem única e enigmática, mas não por acaso,o que mais se esconde além da curva? Beijo de leitor.:-BYJOTAN.

Peristilo disse...

Também tenho insônia, mas ela, assim como fez com você,às vezes me dá inspiração. Gostei muito desse poema! Vou voltar pra ler os outros depois. Um abraço!

Malu disse...

E a última estrofe diz tudo de maneira intensa e certeira, minha querida!
Obrigada pelo seu carinho e visita. Abraços

Curiosa disse...

Malu,
grata a vc pelo carinho, querida ...

Curiosa disse...

Peristilo,
gostei do seu blog ...
abraço grande ...

Curiosa disse...

enigmático,
gratíssima!

Curiosa disse...

jorge,
gratíssima ...
foi a goolge que me puniu com essa tarja de adulto ... e não consigo mudar agora ...

beijo pra vc ...

Curiosa disse...

W,
querido ...
obrigada demais ... grata por estar próximo ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...