9.4.12

porque a Escrevente esteve perto da morte - e REviveu

Te sei. Em vida
Provei teu gosto.
Perdas, partidas
Memória, pó.

Com a boca viva provei
Teu gosto, teu sumo grosso.
Em vida, morte, te sei.

(Hilda Hilst) 

6 comentários:

Rogério Pereira disse...

De médico e de loco
todos temos um pouco
por isso
arrisco
um diagnoticar
do seu mal
Não tem cura
enquanto dura
seu gostar
de falar
Experimente escutar...

Mery disse...

Gostei, porque me identifiquei; sou assim e consideram-me "a louca da casa"; trabalho(ensino) e amo as crianças com quem adoro conversar; sou descrente da fidelidade de um homem; e a minha família, infelizmente está cada um para um lado, moro sozinha e às vezes sinto "solidão, também sinto falta de alguém pra conversar e uso a internet, então.
Meu blog também uso para desabafar e muitas vezes recebi recados q não fizesse isso, essa exposição pode ser mal interpretada(?)
Eu te sigo, e já estava com saudades de vir aqui, faz tempo; beijos, boa semana.

Curiosa disse...

Rogério ...
agradecida pelas palavras ... como eu já disse antes, as palavras me salvam ...

Curiosa disse...

Mery ...que bom encontrar eco em suas palavras ... agradecida ...

Sr. Wally disse...

Estou perto, a um clique... Imagino o que esteja passando. Mas cada uma sente 'suas dores de forma diferente.

Posso não ter vindo muito aqui ultimamente (por motivos que não tenho a coragem de fazer o que você fez pra desabafar!)

Mas acredito que amigos virtuais são inesquecíveis e úteis também. Tenho uma imensa consideração por ti, uma das minhas primeiras seguidoras, que comparou um reles sonetos a Manuel Bandeira!kkk. E que pediu permissão – me senti foi envaidecido! – em postar aqui um dos meus poemas! Não me esqueço disso nunca!

Quero você “Bem Curiosa da vida”, e bem vivida!

Posso não (a)parecer, mas o que estiver ao meu alcance, farei por você!

Bjos

Wally Gator

Rafalín disse...

Querida amiga solo se me ocurre preguntarte: ¿Te acuerdas de Respiraaar...?

No nos damos cuenta a menudo, pero contenemos la respiración, dejando solo un poco el automático para sobrevivir.

No se exactamente que te pasa, pero no te olvides nunca de respirar; repirar conscientemente se entiende.
Con ganas vamos.
Porque a cada inspiración nos renovamos, y con cada expiración nos acercamos un poco más a la muerte. Que inexorablemente nos ha de llegar un día...¡Pero no hay que tener prisa!

Beijos mi querida amiga.
Ah y un enlace para escuchar y respirar...
http://www.youtube.com/watch?v=jDfKV1pBvsA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...