26.7.12

porque a Escrevente não se sente merecedora de ser amada


GEMINIANA FUGINDO DO AMOR

você
que pensa me amar
você não me conhece
se ama
é uma outra, idealizada
cria sua - não eu

você sabe
de meu antagonismo?
de meu contraditório?
de minha má índole?

como na mitologia
de Castor e Pólux*
passo os dias entre
meu céu e meu inferno

meu lado bom
é medíocre
pequeno, insignificante
não sou melhor do que
o mais vil dos vis
que também chora pelos seus

mas meu lado mau
é profundo
incontrolável, assustador
e maior do que eu

de uma hora para outra
morro de mim
e faço coisas que
você não conseguiria
sequer
imaginar

você
já vi em seu olhar - por mim
a reprovação
a censura
a desilusão

ainda assim peço
não me julgue - odeie-me, apenas

odiar-me é caminho para me amar
aceite o ódio e me saberá
pois essa sou eu
- amor e ódio são os efeitos que provoco

depois do ódio
se ainda houver algo
será então - o amor
e somente então
poderei aceitá-lo

(Curiosa)




p.s.

de meu inferno - meu amor
eu já sabia
mas
impõe-me dizê-lo:
quando olho nos seus olhos
vislumbro um outro céu
- além da minha Poesia

..

...

Lo peor que le puede ocurrir a cualquiera es que se le comprenda por completo. (Carl Gustav Jung)


4 comentários:

Sotnas disse...

Olá Curiosa, e que tudo esteja bem contigo!

São os mistérios do coração, se bem que penso eu que todo coração que deseje merece ser amado, é só se permitir!

Enfim, cada qual sabe o desejo que possui!

Assim é passar por cá e ler tuas intimidades curiosas, me faz ficar a pensar. Ainda assim agradecido me vou, por sempre compartilhar teus pensamento e curiosos momentos com os amigos, também pelas visitas sempre tão intensamente gentis e pela amizade, e deixo meu desejo que você e todos tenham sempre intensa felicidade em suas vidas, um enorme abraço e até mais!

Rafael disse...

Hola Amiga Curiosa de la Vida.
He vuelto tras unos días de descanso y revolución interna.

Soberbio post.
Me encanta la frase de Jung.
Y también la mitología de castor y pollux.

En la Gestalt decimos que no podemos ir más allá de lo que ya somos.
Mais hasta donde podremos adentrarnos dentro de nosotros mismos?

Beijos lindos suaves y arremolinados pra vocé!

Curiosa disse...

Rafalín ... não podemos ir além do que somos? difícil entender isso, eu acho que me extrapolo todos os dias ... então era eu mesma sempre? rsrs ... bem ... estou a brincar ... abrazos, querido ...

Curiosa disse...

Sotnas, abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...