21.11.12

porque a Escrevente queria ser o Fernando Pessoa

atualmente, fala-se muito em depressão como coisa ruim ... veja ... o Fernando Pessoa ... é o cara mais depressivo que eu conheço (rsrs) ... mas ... em sua época (sorte sua!) não se questionava o certo tom de melancolia que algumas pessoas iam adquirindo com o tempo ... aquela expressão de tristeza em suas faces ... ou em suas vidas ... tinha-se como natural ... afinal, a Vida apenas nos toma tudo que temos de melhor ... e o Fernadinho pode compor à vontade, imerso em sua melancolia, sem que lhe incomodassem por isso .. escreveu o tempo todo que preferia mais a morte do que a vida ...

hoje, não ... hoje, temos 'obrigação' de estarmos e sermos felizes, o tempo todo ... temos que fazer esforço para parecermos felizes quando estamos na companhia de outros, ou, seremos questionados, amplamente, sobre 'o que está acontecendo com você?' ... tenho vontade de gritar: deixem-me ser triste e melancólica e infeliz e indignada sozinha !! ... estou bem no meu cantinho!! quero chorar agora, pois vou chorar agora, sem ter que dar explicações!! .... afinal, o mundo é uma M ... somente olhar para o lado e ver a desigualdade social me deixa depressiva ...

e se você não se sente culpado pela nossa organização social coletiva excludente, o alienado é você, sinto em dizer ... todos somos culpados ... por que aqueles que realmente se rebelaram com o que viram, conseguiram sensibilizar o mundo inteiro com suas atitudes ... criaturas como Gandhi ... como pessoas ao redor do mundo que, atualmente, fazem greve de fome em protesto às desigualdades sociais ... como as mulheres que perdem suas vidas para mudar paradigmas sociais de seus países ...  e muitas outras pessoas que, realmente, fazem a diferença com suas vidas neste planeta ... eles mudam padrões ... 

então, todos somos culpados ... pois se cada um de nós, individualmente, fizesse algo de efetivo para melhorar o mundo, ele já seria outro ... caso você queira ficar alienado, a escolha é sua ... eu prefiro estar fora da matrix ... mesmo que isso me deixe depressiva e melancólica ...
..

no mais ... não estou mais apaixonada ... 
as paixões são sempre tão rápidas ... logo se transformam em alguma outra coisa, que pode ser amor ou amizade ... então! eu não quero  mais o meu 'ser maravilhoso' (nem tão maravilhoso assim) para meu namorado .... nem mesmo como amigo, a Escrevente o quer, penso eu ... mas, não sei bem o que a Escrevente pensa ... sei, apenas, que estou me sentindo mais forte no momento ... que venho buscando isso ... que preciso estar mais forte para encarar o triste mundo que criamos ... 

..

na tela do computador
passa uma formiguinha

enquanto a poeta
escreve sobre sua vidinha

(Curiosa)
..


8.11.12

porque não saber quem ela é - incomoda a Escrevente

CURIOSA / ou / MULHER

sou
a autopoiese
na singularidade
do múltiplo devir humano

(acrescida
da complexidade
do Feminino)

para me autorregular

entrego-me
à primeira comoção

choro
rio
crio
à primeira emoção

e amo
à primeira impressão

(Curiosa)






3.11.12

porque uma da Escrevente renasce após o dia dos finados

EU DE MIM

quando estou alegre
feliz
não sou eu

é uma outra
que não precisa justificar sua existência

tem brilho nos olhos
vê o que não vejo
sente o que não sinto

uma estranha
que estranha minha tristeza

louca
capaz até de chorar de rir

(Curiosa)

...

foi um bom dia, ontem ...
estive com pessoas que amo ...
apesar de lembrarmos nossos mortos, rimos muito ...
e terminei bem a noite ...

ou melhor, foi aquela outra em mim que fez tudo isso ...

..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...