6.2.13

Porque a escrevente ficou sem título, mais uma vez

SOBRIEDADE

somente por hoje
eu não te lembrei
eu não te fumei nem te bebi

somente por hoje
eu não te chorei
eu não te amei
não te odiei
e nem mesmo te sofri

somente por hoje

(Curiosa)


9 comentários:

RotinaDeUmCasal disse...

Adorei a forma como escreve!!! Sensacional

RDUC

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia.

algamarina disse...

Exquisito poema!

Abrazo azul...

rafael disse...

Sublime sobriedade..!

Assis Freitas disse...

somente por hoje
e bastaria?


beijo

Sotnas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vício de Ti disse...

Gostei do poema, Diz tanto!

Beijinho

John L.S. disse...

Curiosa construção...

Abraços.

Sotnas disse...

Olá Curiosa, e que tudo permaneça bem contigo!

E tudo por tão somente ser cada dia tão diferente do ontem, e...
Bem, amanhã será outro dia!

Como pode ver cá estou a espreitar tuas curiosidades escritas, e como sempre me dizendo o quão intenso estão estes sentimentos em ti no momento em que escreve e compartilha, e obrigado pela amizade e visitas generosas, e parabéns pelas curiosidades postadas sempre com sensibilidade!
Assim eu deixo cá meu desejo para que você tenha em teu viver a felicidade sempre intensa, um grande abraço e, até mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...