21.12.13

porque a Escrevente é um projeto inacabado

ingrid endel



DEVIR

se eu morresse hoje
a morta ainda não seria eu

Curiosa da Vida


9 comentários:

PAULO TAMBURRO. disse...

Olá Curiosa,

tenho sentido sua falta nos meus blogues e jamais pensei que eles fossem tão ruins assim. (rs)

Espero por você.

Combinado?

E posso capturar esta sua foto para colocar no Fotofalada?

Isso porque, Curiosa, o dia que eu aprender a plantar mulher serei o agricultor mais rico do mundo.

Quer que eu minta?

Um abração carioca.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Há como que algo telepático... eu tinha acabado de olhar a minha árvore e a descortinado num ramo... depois reescrevo sobre a morte...

Quando se diz a mesma coisa num dado momento diz-se "já não morremos hoje"! :))

Sotnas disse...

Olá prezada Curiosa, e que tudo esteja bem!

Ainda assim, penso que não me interesso em ver o fim deste projeto, simplesmente por preferir seguir esta sua lenta e constante evolução, vivendo!

E já que por cá estou, aproveito para deixar meu agradecimento por mais este ano de amizade e companhia, e esteja certa que estou desejoso de ter esta mesma e intensa amizade e companhia no próximo ano, sempre nesta mesma intensidade, claro, desde que também seja seu desejo. E deixo também meu desejo para que você e os teus tenham sempre em suas vidas a felicidade intensa, um grande abraço e, até mais um feliz ano novo!

SEX IS MY LIFE disse...

Isso é o que sempre importa...
Somos todos nós projetos inacabados, que sempre em evolução, nos construímos dia a dia. Teu blog é mesmo um projeto sensacional. Não peço visita. Isso não se pede.
Isso se conquista!
Beijos!

Rafalín disse...

Um feliz ano pra vocé e familia...

Elton Sipião O Anjo das Letras disse...

Todo nós somos projetos inacabados, pois estamos em plena evolução espiritual e intelectual. A cada reencarnação nossa dependendo do nosso crescimento ou não, evoluímos ou estacionamos dentro desta mesma evolução espiritual. Essa ao menos é a minha crença.

Anônimo disse...

Não se assuste MULHER,
O poeta Américo do Sul não passa de
um velho barrigudo e impotente
Escondido num quartinho de hotel
Na margem da cidade sol.
Atrás do velho computador sujo,
Um molambo sem escrúpulos,
Tenta fazer das palavras
A beleza e a gentileza que não tem.
Doente do corpo e da alma,
trás a escuridão no coração.
Usa sempre a mesma técnica
O mesmo jogo de cinismo e sedução.
MULHER, ali não existe nada,
Nem a fumaça dos inúmeros cigarros fica com ele,
Tosse tanto quanto quer a submissão,
A violência e a dor lhe dão prazer.
Não tem família nem respeito de ninguém.
Os filhos fogem dele e do passado,vergonhoso.
MULHER, voe na paz nas rimas nos versos
Voe para longe não se deixe capturar,
A vida de cada uma é o que ele quer.
O poeta doente tem verrugas no olhar,
Não toma banho e tem caroços pelo corpo.
Um monstro que rasteja nas madrugadas.
MULHER voe para o amor, claro cheio de luz,
Abomine a escuridão a lascívia e o desrespeito.
Se ame.

(http://americodosul.blogspot.com.br/)

Recebi de um anonimo , se for pesquisar
fez várias vitima Leila Silveira é uma delas
ela te conta mais detalhes, morou com ele.
Vamos nos unir e tirar ele de nossos contatos.
Ele é um maníaco. Um monstro.

Malu Silva disse...

Curiosa


Hoje vim lhe convidar para conhecer e se desejar acompanhar o novo espaço onde estou postando com mais amigos.
Espero que goste. Aguardo sua visita que só acrescentará ao blog.
As páginas são de excelente qualidade e bom gosto...

http://refugio-origens.blogspot.com

*Jackie* disse...

Excelente! Fantastica foto. Muy lindo tu blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...