13.12.13

porque a Escrevente nunca é ela mesma

TRANSTORNO DISSOCIATIVO

poeto minha sombra, mais que minha luz
meu luto, mais que meu gozo
meus vícios, mais que minha justeza

poeto meus eus, mais que eu mesma




3 comentários:

Duckman disse...

imagem brutal. texto está muito bem para a imagem.
gostei muito e percebo perfeitamente este teu sentimento.

beijos

Américo do Sul disse...

A sombra é sempre a projeção da luz.
O q induz a reflexão curiosa de q a existência de um vem da necessidade do outro.

Teu estado curioso sempre alerta: o q nomeias não te comporta. No mínimo bate à porta...

Dr Frtiz disse...

boa, gostei!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...