17.4.14

porque a Escrevente sente o Outono, a Páscoa, a Infância


NOSTALGIAS DE OUTONO





havia um abacateiro
no pátio da minha infância
do portão da garagem
nascia um parreiral
pela janela do meu quarto
alcançava um ariticum
da cozinha, um limão

o cheiro de um pomar
(ou uma simples salada de frutas!)
leva-me
para outra
dimensão
de mim

lá sou criança
lá sou feliz

(Curiosa)

..
é verdade ... nós tínhamos, mesmo, todas essas frutas ... lembro bem ... e tínhamos mais um mamoeiro ... e, claro ... havia abóboras subindo pelos muros, junto com pepinos e tomates ... um pé de laranja, outro de bergamota, os quais não cheguei a ver crescer: mudamos de casa ...  (foi quando tudo mudou) ...  mas ... o que mais lembro, mesmo, é de como os dias eram felizes ...

penso que seja a proximidade da páscoa que me deixa assim, nostálgica ... enfim ... FELIZ PÁSCOA para todos nós!

5 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...


Quem dera, poeta
um cheiro de pomar
assim
para mim

mas hoje só me ressoam palavras avessas
a todos os odores
as d´Ele, queixando-se de que o pai o abandonara

PAULO TAMBURRO. disse...

E as carambolas,jacas,goiabas,cajá,manga,enfim?

Eu roubava muito estas frutas dos quintais dos vizinhos.

E roubavam muitas outras e diferentes, também,do meu quintal.

Pois é, como ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão, estamos todos nós ,perdoados(rs).

Ou quer que eu minta?

Um abração carioca.

Rafael disse...

Como te escribo desde mobile sere breve....

Cuan intensa es la fragancia de la infancia
Que nos lleva a recrearla una y otra vez.
Cuan ricas sus enseñanzas
Por sencillas y genuinas.

Su siempre atento amigo allende los mares....
Rafael.

VH disse...

Quanto tempo não passo por aqui..
Feliz Pascoa..

Malu Silva disse...

Muito terno e cheio de uma saudade quase palpável.
Amei!
Linda noite!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...