11.10.14

porque a Escrevente procura palavras


NOTA DE FALECIMENTO

um último verso composto
o atingiu de forma fatal

falava
em tempos infinitos
amores eternos
colos maternos

olhos nos olhos

um último verso
aconchegante e devastador
revelava vida após a vida
da vida
que depois de dita
consumada
existida
deixava o nada
preenchido do todo

um último verso:
o que nomeio não me comporta

2 comentários:

Max Men disse...

Bonito poema e bonito blogue

Sotnas disse...

Olá Curiosa, e que tudo esteja bem contigo, sempre!

Ainda que após longo intervalo, cá estou novamente lendo e admirando teus belos pensamentos neste teu sempre prazeroso espaço. Obrigado por compartilhar!

E assim aproveito para deixar cá meu desejo para que seja sempre deveras intenso o teu viver, e que nestes festejos natalinos você e os teus sejam agraciados de muita paz, amor e prosperidade, ou simplesmente sejam felizes, um grande abraço e, até mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...