28.12.16

por que a Escrevente sente sua dualidade

RETRATOS

não me suponhas em mim
não me olhes nos olhos
dos retratos
antigos

toda minha faceirice
toda minha vaidade
isenta

aquela que nunca foi vista
no meu rosto de poesia
(Curiosa)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...