contato

dacuriosa@gmail.com



Escreve-me

Escreve-me! Ainda que seja só
Uma palavra, uma palavra apenas,
Suave como o teu nome e casta
Como um perfume casto d’açucenas!

Escreve-me! Há tanto, há tanto tempo
Que te não vejo, amor! Meu coração
Morreu já, e no mundo aos pobres mortos
Ninguém nega uma frase d’oração!

“Amo-te!” Cinco letras pequeninas,
Folhas leves e tenras de boninas,
Um poema d’amor e felicidade!

Não queres mandar-me esta palavra apenas?
Olha, manda então … brandas … serenas …
Cinco pétalas roxas de saudade …


(Florbela Espanca)

..

COR-RESPONDÊNCIA

Remeta-me os dedos 
em vez de cartas de amor 
que nunca escreves 
que nunca recebo. 
Passeiam em mim estas tardes 
que parecem repetir 
o amor bem feito 
que voce tinha mania de fazer comigo. 
Não sei amigo 
se era o seu jeito 
ou de propósito 
mas era bom, sempre bom 
e assanhava as tardes. 
Refaça o verso 
que mantinha sempre tesa 
a minha rima 
firme 
confirme 
o ardor dessas jorradas 
de versos que nos bolinaram os dois 
a dois. 
Pense em mim 
e me visite no correio 
de pombos onde a gente se confunde 
Repito: 
Se meta na minha vida 
outra vez meta 
Remeta. 

(Elisa Lucinda)










Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...